Entrevista com um escrituralista... rabínico?!

Ele se levanta após passar um período prostrando-se, em oração. Ele enfatiza a importância do estudo do Tanakh e das práticas antigas. Apóia práticas como o direito das mulheres de usarem talit no Kotel (Muro das Lamentações). Ele se declara um escrituralista, e contrário a muitos excessos cometidos em nome da ortodoxia. Mas, Uriel Baruch, um judeu norte-americano de Connecticut, é um judeu de linha rabínica. E de uma linha religiosa - que muitos chamariam de ‘ortodoxa' (embora ortodoxia seja u[...]
Continue reading